sábado, 15 de novembro de 2008

O dia em que parei de comer em restaurante

Bom, hj foi meu primeiro dia de trabalho. Levantei, me arrumei, coloquei akela linda roupa do Subway, fiquei parecendo uma azeitona assassina, mas tudo bem. Let`go, my first day of work.

A filha do dono do subway foi me buscar, ela eh ate bonitinha, loirinha, baixinha, um pouquinho gordinha, mas bonitinha. Estava no carro ela e o namorado, um cara branco como um tipico americano, porem magro nao como um tipico americano, hehehehe, e com um nome esquisito.

Essa menina eh bem simpatica, porem ela fala muito rapido. Fomos conversando desde o dormitorio onde estou até o subway q eu vou trabalhar, e como la nao eh tao perto assim, tivemos um bom papo em ingles de uns 10 minutos ou mais. Foi nessa conversa q eu descobri a incrivel arte do fingimento, ehhehe, pq ela falava um monte de coisa q eu fingia entender e eu tentava falar mais um monte de coisa q saia tudo errado q ela fingia entender e a gente ficava assim, ela fingindo q me entendia, e eu fingindo q a entendia, a gente sorria, dava umas risadas e pronto, tudo bem =) ehhehehehe. Os dois ficavam felizes como bons amigos.

Cheguei no subway e eles foram me mostrar os afazeres e é claro q eu nao entendia nada q eles falavam, o povo q fala rapido e enrolado, parece q ta com a lingua presa!!! Mas devagar eles iam me mostrando e eu ia repetindo e ai ia saindo.

O dia todo foi assim, foi bem divertido, a gordinha q ficou me ensinando, seu nome eh Ashley, tem 22 anos, bem simpatica, loira do cabelo enrolado, mede 1, 65 mais ou menos, mas deve pesar uns 100 kg tadinha. Alias, todas que trabalham la sao gordas, com excessao de uma polonesa q eu esqueci o nome q eh bem simpatica tb, mas eh magra e tem apenas 15 anos.

Enfim, durante o dia todo elas ficaram me ensinando o que fazer e conversando comigo, e eu sempre usando a arte de fingir q tava entendendo tudo, sempre com um sorriso no rosto e falando: Ok, Ok, Ok.... Acho q tinha momentos q elas me xingavam e eu falava: Ok, Ok e dava um sorrisinho, ehehuhauhuaa. Foi engracado. Tinha horas q batia um desespero pq tinha cliente e eles falavam comigo e eu nao entendia o q eles falavam e eu pedi ajuda para elas em portugues e elas nao entendia e o ingles nao saia e o desespero batia e eu ficava... TENSOOOO eh claro, uahuahahuaha. Mas foi legal, aprendi um monte de coisas, mas o mais importante foi aprender que nao se deve comer nesses lugares. Anao, achei o povo meio porco, o tomate era meio sebento, elas pegavam os paes com as maos ou as luvas sujas, sei la, nao gostei mt da higiene nao, foi ai q resolvi q nao to querendo comer mais dessas comidas nao. Vou comer soh uma saladinha e ficar mais di boa.

E outra coisa, os ingredientes do subway daki sao mt ruins, gosto ruim, tudo artificial, parece plastico, entao vai um conselho para vcs, comam as comidas dai, pq as daki sao PESSIMASSSS!!!

Bom, eh isso, esse foi meu primeiro dia de trabalho.

Na volta eu ia voltar a pé para o dormitório para aprender o caminho, mesmo a Ashley oferecendo carona eu resolvi vir a pé mesmo para aprender e adivinhem... é claro q eu consegui me perder numa rua reta e fiquei doidinho sem saber para onde ir, virei numa rua q nao era para virar (eu nao sei onde foi q eu tava com a cabeca q precisava virar ja q a Ashley falou inumeras vezes para mim q akela era a rua do dormitorio, mas eu teria q dar uma leve virada la na frente, mas eu nao entendi, resultado, virei na rua errada), andei por mais ou menos uns 30 minutos numa rua q me levou para um nada, cheguei numa estrada onde nao tinha nada, soh mato e uma estrada, isso era a noite e tava comecando a nevar, parecia filme de terror, resultado, voltei tudo, pedi informacao mais uma vez e consegui chegar. Conclusao: Sou muito burro, soh pode, ehhehehe. Mas agora nao me perco mais, afinal de contas ja conheci a cidade toda, ehhehe!!!

Bom eh isso, assim q tiver mais aventuras mirabolantes eu conto para vcs.

Akele abraco

Fuizzz

4 comentários:

Samara Bitencourt disse...

Olá Murilo. Sou a Samara, MN de CIM da AIESEC, acho que vc deve se lembrar de mim (ou não! rs).
Ontem a noite quando te vi entrar no msn vi na sua mensagem pessoal o endereço do seu blog e resolvi entrar.
Meu! Que incrível! Tô adorando ler suas aventuras. Li ontem e hj corri pra ver se tinha novidade e me deparo com um tombo em público e uma perdida em uma reta. rs
Desejo muita sorte pra vc aí. Espero em breve viver uma aventura como a sua.
Vou ficar agora só esperando atualizações... Tô adorando! rs
Bjão Murilo!
;]

MILTON ALVES disse...

Hei mano,
Você terá muitas história para se lembrar dessa aventura. E está fazendo muito certo ao relatá-las aqui para a.... posteridade..rsr

Logo, logo te encontro ae....

rsrs

See you Soon Budy!!

Lukas disse...

Oi Murilo, é a Aline, sabe ne? De Blumenau, da agencia!!!!
e ai mto cucumber? e tuna??? hehehe
nossa ta fazendo um ano que eu fui praí, e lendo seus relatos bate uma saudades, me sinto ai de novo, é mto familiar, lembro das nossas idas ao Wal Mart, saida de la as 5 da tarde , cheia de sacolas de compras, escuro, nevando, frio pra burro, ai a gente ligava pro "Marks, e dizia, we need a cab" We are 3 ladyes in wal mart go to pine aire kkkkkkkkkkkkkk
e ele dizia, Ok I will stay here in fifteen minutes, five minutes, as vezes forty minutes!!! dava uma raiva!!!!!! mas era o jeito....
bom, contie postando, é mto legal, adorei
desejo toda sorte pra vcs ai
beijao
Aline

Gabriel Ferreira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.