sexta-feira, 14 de novembro de 2008

My fisrt trip by airplan

Bom, agora não tem mais jeito, minha viagem começou. Neste exato momento estou dentro do avião e como meus olhos já estavam doendo de ficar vendo tanta nuvem branca passando que resolvi relatar como estou AGORA.

Parece que não dá para acreditar, mas depois de tantos dias (meses) planejando, organizando, sonhando agora começou a prática, viver o sonho.

Acho q devo começar do começo, do começo do dia, ou melhor, do começo da semana =). Hoje é quarta feira, mas desde segunda feira que estou correndo atrás de coisas para a viagem como arrumar mala, o que levar, o que deixar organizado e com todo esse processo eu me esqueci de pensar q realmente os dias estavam diminuindo e agora a realidade começou. Agora estou nas alturas e sinto que meu coração começou a apertar. Tem poucos minutos que deixei meus pais, irmã e amigos no aeroporto, mas já sinto a falta deles e uma saudade enorme, talvez foi pelas provas de carinho que venho recebendo nos últimos meses e dias da minha vida.

Antes de entrar no avião, eu estava tranqüilo no aeroporto conversando com meus pais, minha irmã e alguns amigos, tirando fotos, rindo, recebi inúmeras ligações de pessoas muito queridas por mim, me desejando sucesso, dizendo como vão sentir minha falta, ou seja, estava fazendo essas coisas que a gente sempre faz quando estamos saindo de viagem, e com toda essa agitação misturada com minha calma foi quando eu escutei meu nome ser falado no auto falante como eu sendo o único passageiro faltando a embarcar no avião. Como sempre, sai correndo, despedi as pressas dos meus amigos e dos meus pais e até esqueci de dizer o quanto eu os AMO, mas sei que não faltará oportunidades.

Sai correndo, passei pelo detector de metais (me fizeram tirar até o cinto) e saio correndo para entrar no avião segurando as mil e uma bugigangas que carregava nos bolsos e ainda segurando o cinto e minha calça para não cair (será que eu emagreci e nem percebi? Eheheh, acho q não, pena =/). Entro no avião meio perdido mas com aquela cara mais lerda do mundo e TODO mundo me olhando, mas até ai tudo bem.

O avião taxieia (não sei se é assim que se escreve) e até ai tudo bem. Mas quando ele começa a subir, rapaz, que frio na barriga, pensei que ele não ia parar nunca mais de subir, já estava até me imaginando na lua, imaginem, é claro que fiquei TENSO. Mas depois foi passando e comecei a observar o mundo lá embaixo, como era bonito ver as a vida acontecendo lá embaixo, o verde, os carros, a paisagem e ... as nuvens, que tanto de nuvem, Meu Deus, mas é claro que nesse tempo eu tirei 37698498739739879309 fotos e fiz vídeos e falei que eu tava voando e tirei muitas fotos da paisagem e de mim mesmo (acho q a menina q estava na outra janela pensou q eu era um retardado, mas nem que me preocupei muito (apesar de ela ser do meu padrão). =)

Bom, mas depois dessa parte da emoção (NOOSSAAA, estou no ar) veio quem... AS NUVENS, e com as nuvens o mundo ficou branco (pelo menos minha visão estava branquinha), me senti dentro do filme Ensaio Sobre a Cegueira (Meu Deus, agora o avião esta virando, to ficando TENSO de novo) (voltando) e estando cego, (ai ai, agora ele ta virando para o outro lado, será que ele não para de ficar fazendo isso...) ... e estando cego veio os pensamentos. Acho q fazia muito tempo que não parava para pensar um pouco em mim, sobre minha vida e as pessoas que me rodeiam. Essas últimas semanas tive inúmeras provas de amizades, 3 festas de despedidas, das quais 2 surpresas (e o banana aqui não percebeu nenhuma, claro neh =/), recebi mais de 20 ou 30 ligações (não sei), me despedi de mais de 100, 150 pessoas diretamente, enfim, (a não , virando de novo, agora dessa vez muiiiiitttooo, credo, vou a pé para Chicago, não vôo nisso mais não, Deus me Livre), enfim, me senti muitissimamente querido, desejado, respeitado por muitos e isso me fez muito bem, OBRIGADO MEUS AMIGOS. Mas também não podia esquecer dos meus pais, vendo como eles estavam sofrendo com minha partida. O meu pai não para de falar para eu tomar cuidado para não morrer congelado e a minha mãe (mesmo não tentando demonstrar muito) percebia as vezes q ela estava com o coração na mão, e isso fazia com que o meu também ficasse, mas ao mesmo tempo via a felicidade dela em saber q eu estou realizando algo que quero muito. Se não fosse pelo apoio, carinho e confiança deles com certeza eu não estaria aqui =). OBRIGADO DE MAIS PAISSS.

Acho que to prolongando de mais, e acabei falando, falando e não falando nada neh, ehehhee. Normal!!! Mas o que eu realmente quero dizer, é que com todos estes pensamentos e misturas de emoções (não estou chorando, juro, abaixo tem uma foto minha do momento atual, a menina ao lado ta mexendo no ipod e com óculos escuros virados em minha direção, acho q ela ta olhando pra mim, MEU PADRAOOO, ehehhehe) e com toda essa mistura de emoções, quero dizer a TODOS, não só aqueles que participaram das minhas despedidas ou que me ligaram, mas sim a TODOS que fazem parte da minha vida, muito OBRIGADO por tudo que fizeram, por todas as demonstrações de carinho e sentimentos e não mais, por fazerem parte da minha vida e me ajudarem a cada dia a fazer com que eu continue sendo o que sou. Sou fruto de vcs. MUITO OBRIGADO.

AMIGOS, AMO VOCÊS. PAIS E IRMÃ, AMO MUITO MAIS (Credo, o avião ta balançando muiittooo, estamos em uma turbulência, ta ate parecendo q eu to numa pista cheia de buracos, Meu Deus)

Beijos e abraços para os respectivos.

Até a próxima coragem. =)

4 comentários:

MILTON ALVES disse...

hehehehehe
Tanta coisa passa pela cabeça numa hora dessas hein?!rsrsr

It's just begun budy

"Livin the Dream Baby, Living the Dream...."

DomPreton disse...

velho, sério mesmo, tô chirando! de felicidade e de rir! é muito massa isso! boa sorte! fique com deus!

DomPreton disse...

chorando! é q tô bêbado! acabei de chegar!

Gabriel Ferreira disse...

Velho olha que vc tava chorando curte ai mano vc merece